quinta-feira, 18 de maio de 2017

Steve Timmis - Atos 29 "Não é algo novo, porém mais intenso e extenso."

 
A obra do avivamento é intensiva e extensiva: um trabalho extraordinário de Deus em que ele impacta profundamente os crentes e todos ao seu redor, gerando uma paixão por santidade. Dias do Céu na terra. É simultâneamente atrativo a nós, mas nós repele por sua santidade.

De acordo com Edwards existe uma percepção transbordante dá glória de Deus, Ele é visto como glorioso, há um senso profundo dá glória de Deus.
Também há um aprofundamento da percepção de que Deus aborrece o pecado. Queremos esconder nosso pecado, a hipocrisia é o pecado padrão dos cristãos, mas com o avivamento queremos expor como nós somos e odiamos o pecado, e há uma tristeza pelo pecado.

Da mesma forma há a percepção da obra de Cristo e da necessidade de sermos santos, uma busca pela pureza da noiva de Cristo. Bem como um desejo pela autonegação. Queremos a glória de Deus, vê-lo face a face.

Pedro em Atos 2 tem a convicção de está pregando a verdade de Deus, ele não está sendo incoerente, mas expondo de forma clara e precisa a verdade. "Isto é o cumprimento da profecia de Joel".
Não há avivamento sem verdade.

Qualquer coisa que falta com a verdade não vem de Deus, e nos confirma com coisas que são menos do que Deus. Mas a verdade que há em Cristo não pode ser imitada. Até por que Satanás não tem interesse em nos apontar pra Cristo, o interesse dele é nós distrair desta verdade. O combustível do verdadeiro avivamento é a verdade de Cristo.

O papel do Espírito é pegar a obra de Cristo que aconteceu no tempo e no espaço e propagar até todos os lugares da terra. Para saber se um movimento é verdadeiro é preciso saber se ele exalta a Cristo.

Toda a trindade está envolvida no processo de salvação, e está é a mais magnífica obra que existe.

Devemos clamar ao Pai para nos empoderar com seu Espírito para que possamos pregar Cristo. Para o outros possam conhecer e enxergar quem é o Cristo. Temos que nos equipar na verdade para que estejamos prontos quando o Senhor mover. Ele não irá fazer algo novo ou diferente, Ele vai fazer mais do mesmo, de forma mais intensa e extensa, mais do mesmo Espírito que está operando agora em nós.